Make your own free website on Tripod.com
MINISTÉRIO LINHO FINO - ESBOÇO BÍBLICO
SERMAÕ DA MONTANHA - CAPÍTULO 7
Home
BENEFÍCIOS ADVINDOS DO ESTAR EM CRISTO
ÁGUAS QUE BROTAM DO TEMPLO
O PERFIL DE UM PAI IDEAL
AGENTES DA RESISTÊNCIA
LEVANDO A SÉRIO MINHA JUVENTUDE
RELACIONAMENTO FAMILIAR: BENÇÃO OU MALDIÇÃO, VOCES ESCOLHEM
A IGREJA DOS SONHOS DE DEUS
CONVERSÃO DE PAULO, SUA VISÃO E MISSÃO
CONVERSÃO DE PAULO SUA VISÃO E MISSÃO
JESUS CRISTO É DEUS! - A DIVINDADE DE JESUS CRISTO
QUEBRANDO O PARADIGMA DA FALSA
O EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO LUCAS
PEDIR OU BUSCAR, O QUE É MAIS IMPORTANTE PARA ALCANÇAR A MINHA VITÓRIA?
TEMA: VERDADES E MENTIRAS MAIS COMUNS SOBRE CASAMENTO
CONFIANÇA
LUTANDO PELA MINHA COROA
DECISÕES SENSATAS
AS MINAS DO SENHOR
SERMAÕ DA MONTANHA - CAPÍTULO 7
O TESOURO DAS BEM-AVENTURANÇAS
CARACTERÍSTICAS DA MULHER VIRTUOSA
FIDELIDADE, UMA FONTE DE VITÓRIA NA VIDA DO CRENTE
O DERRAMAR DO ESPÍRITO SANTO
COMO DESTRUIR AS FORTALEZAS DE SATANÁS
CONQUISTADORES DE ALMAS
CUIDADO COM OS BODES
QUAL O RUMO DA TUA VIDA?
IRREPREENSÍVEL
A VIDA E O MINISTÉRIO DOS PROFETAS
PEDIR OU BUSCAR, O QUE É MAIS IMPORTANTE PARA ALCANÇAR A MINHA VITÓRIA?
O CRISTÃO E A SUA SEXUALIDADE

SERMAÕ DA MONTANHA - CAPÍTULO 7

    7:1-12 OS RELACIONAMENTOS DO CRISTÃO:COM SEUS IRMÃOS E COM SEU PAI - O CRISTÃO NÃO DEVE SER JUIZ(vs.1,2) - O imperativo presente sugere que o hábito de julgar os outros é que está sendo condenado. Ainda que a palavra julgai seja neutra quanto ao julgamento, o sentido aqui indica um julgamento desfavorável. Aqueles que criticam os outros devem parar tendo em vista o juízo final, pois os homens não podem julgar os motivos como Deus pode (Tiago 4:11-12). O crente não deve fugir a toda crítica, pois cada um tem que julgar-se a si mesmo em regra geral e excepcionalmente aos membros ofensores(I Cor.5:3-5;12;13 ). A censura é um pecado composto,que consiste de diversos ingredientes desagradáveis.Não significa avaliar as pessoas  O argueiro é uma partícula de palha ou feno, ou uma lasca de madeira. A Trave é referente a um tronco ou tábua, usado como viga mestra em um telhado ou assoalho; aqui representa um espírito reprovador. A ilustração foi intencionalmente exagerada para mostrar a posição ridícula daquele que se coloca como juiz dos outros. Essa pessoa é chamada de hipócrita, pois pretende agir como médico, quando ela mesma está enferma. Esta ordem, entretanto, não exime os crentes de fazer distinções morais. No versículo doze temos o que se considera a regra áurea. Aqui Jesus se ocupa com o nosso procedimento diário: devemos agir somente em Amor (I Cor. 13:4-8), cedendo ao próximo o que buscamos para o nosso próprio bem. Longe de pagar o mal com mal, devemos fazer o bem a todos. Foi assim que Deus respondeu à rebelião dos homens oferecendo-lhes a salvação pela Graça(Ef 2:8-9).
   Os seguintes versículos sobre ORAÇÃO respondem aos problemas que o crente possa ter à vista das instruções sobre julgamento. A necessidade de discernir os cães e os porcos quando estiver fugindo à trave do olho exige sabedoria do alto. Daí Jesus incentivou seus seguidores a Pedi, Buscar e Bater, para que as suas deficiências sejam supridas pela provisão Divina. Os três imperativos estão em ordem crescente, e suas formas contínuas sugerem, além da perseverança, oração freqüente por toda e qualquer necessidade. Ainda que maus por natureza, somos reconhecidos por Deus como seus filhos e temos a promessa de recebermos respostas às orações.Daí, em vez de julgarmos os outros, devemos trata-los como gostaríamos de ser tratados.
   EXORTAÇÕES FINAIS AOS CIDADÃOS DO REINO - 7:13-27
   13,14 - Entrai pela porta estreita. Para aqueles que já entraram, pela fé, em relação com Cristo (como também aos outros que estavam ouvindo) nosso Senhor descreve a impopularidade relativa de sua nova posição.A ordem de porta e caminho sugere a porta como entrada para o caminho, símbolo da experiência inicial do crente com Cristo, a qual introduz a vida piedosa.Os cristãos primitivos eram chamados de aqueles do caminho (Atos9:12; 19:9;24:14). Enquanto a grande massa da humanidade está sobre o caminho espaçoso que conduz à perdição(ruína eterna), a outra porta e o outro caminho são tão estreitos que precisam ser procurados. O mesmo Deus que providenciou Cristo, a Porta e o Caminho (Jô:14:6), também leva os homens a encontrarem a porta.(Jo.6:44).
   15-20 - Aqueles que entram pelo caminho apertado precisam se precaver contra os falsos profetas, que dizem guiar os crentes, mas que na realidade praticam a mentira. Disfarçados como ovelhas não deve ser entendido como a vestimenta do profeta, mas `'e um contraste evidente aos lobos perversos. O povo de Deus de todas as épocas precisou estar em alerta contra os líderes mentirosos. O teste do profeta é a sua conformidade com as Escrituras. Sua coerência pessoal com as doutrinas que prega é o que deve ser considerado prioritariamente. A arvore má é aquela arruinada, sem valor, inútil. A falta de utilidade de uma árvore como essa exige a sua imediata retirada do pomar para que não prejudique as outras.
   21-23 - Jesus solenemente sugere sua filiação Divina(meu pai) e a sua posição de Juiz( naquele dia hão de dizer-me), e adverte os falsos líderes ( aqueles que profetizaram em Nome de Cristo, expulsaram demônios e realizaram muitos milagres)que serão inteiramente desmascarados e julgados.A simples realização de feitos espetaculares (mesmo os sobrenaturais) não é necessariamente sinal de autenticação divina. O julgamento que se realizará naquele dia determinará quem entrará no Reino dos Céus.
   24-27 - A conclusão do Sermão do Monte : Aquele que ouve a palavra de Jesus e pratica, é como o homem sábio que edificou a casa( sua vida, motivações e atividades) sobre a rocha (Cristo), resistindo assim à ação devastadora do tempo : as provações, tentações e o julgamento; ao passo que o que ouve Suas palavras e não as pratica, é como um insensato que constrói sua vida sobre os alicerces humanos(dinheiro, cultura, fama, popularidade, etc...)quais como areia não resistem à ação demolidora do juízo final.